Tempos de avareza

Tempos de avareza

Mario Sergio Cortella e um de seus excelentes textos sobre “Tempos de avareza”.




Quando se aproxima um fim de ano, algumas pessoas recebem um dinheiro extra, a partir de salários adicionais, de alguns bônus ou até daquilo que é oficial dentro das regras trabalhistas. Várias pessoas dizem que vão usar essa quantia para pagar dívidas, contraídas durante o ano. No entando, também é um tempo em que alguns são avarentos. O que é ser um avarento? É aquele que na história bíblica é chamado de filho pródigo.

Curiosamente, é uma expressão mal usada. Inúmeras pessoas entendem a Parábola do Filho Pródigo como o filho que passava as coisas adiante, que era generoso. Contudo, o pródigo foi aquele que dispensava coisas, desperdiçava. Pródigo porque fez o que não devia fazer, em vez de guardar, de organizar. Em vez de economizar, ele esbanjava.

Há pessoas que são avarentas especialmente com aquilo que têm e que poderia ser repartido.

Públio Siro, escritor latino do século I, dizia que “à pobreza faltam muitas coisas, mas à avareza falta tudo”.

Porque avarento é aquele que quer mais e mais, e só para ele. Beira à ganância, o que é extremamente negativo.

Quando nos dedicamos aos tempos do ano em que se fala tanto de alegria e felicidade, atenção com a avareza.

 

Mario Sergio Cortella

 

Compre o Livro “Pensar Bem nos Faz Bem Vol” do filósofo Mario Sergio Cortella.

 

Mario Sergio Cortella é um filósofo, escritor, educador, palestrante e professor universitário brasileiro mais conhecido por divulgar questões sociais ligadas à filosofia na sociedade contemporânea.

Outros Livros do filósofo Mario Sergio Cortella:

 

Deixe seu comentário