Recarregando as energias

Recarregando as energias

Uma pessoa precisa manter seu carregador cheio.

Durante o dia é normal uma pessoa ir gastando suas energias realizando diversas atividades como trabalhos, estudos, pegando o ônibus, pagando boletos, correndo, se esforçando. Quando de repente começa a sentir o cansaço ou sonolência é o sinal de seu corpo dando o recado: bateria fraca. E não é porque a idade está chegando não, talvez a rotina esteja tomando conta da vida e está preenchendo os espaços vazios. Tá na hora de comer, dormir, descansar, tomar água, ou café, ou chá. Enfim, relaxar.




O corpo precisa de alimentação saudável e de nutrientes com vitaminas para estar à disposição para dar o melhor; da mesma forma sua mente precisa de sono adequado para raciocinar logicamente de acordo com o que é necessário. Recarregar as energias é um bom pedido para retomar o ciclo de atividades. Na carreira funciona assim também, muitas pessoas tiram férias para por uma pausa no trabalho e nos estudos. Isso é de vital importância para o seu bom funcionamento e presença na empresa.

Realizar atividades físicas é um meio termo: gasta e recarrega suas energias. Quem pratica um exercício físico gasta calorias e ganha saúde. Afinal, todos querem qualidade de vida e qual o melhor horário para isso. Algumas empresas têm-se adaptado aos colaboradores e fornecem planos com academias, consultórios ou já está incluído no seu plano de saúde os exames periódicos. E nessa jogada de melhoramentos ambos (empresa e funcionário) tem a ganhar.

Recarregando as energias

Lembre-se: os sonhos devem estar sempre nos objetivos onde você estiver. Muitas pessoas dizem que não possuem sonhos, não tem problema. Talvez hoje não seja o momento de sonhar, mas futuramente terá vontade de investir nos filhos, na casa, viagens, estudos, alguma atividade ou plano isolado. Todos temos um pensamento sobre viver bem: a carreira está incluído ou deveria estar. A ideia aqui não é o limite de trabalhar no que gosta ou sente prazer, e sim no que dará retorno para fazer o que gosta. Há diversas pessoas que unem o útil ao agradável.

Em tempos de crise, é difícil optar pelo sonho. Entenda sobre você mesmo: eu preciso ser competitivo para merecer uma promoção. Ok. Por que para seu sonho você não pode ser também? Quanto mais difícil for mais vontade você precisa ter. E mesmo que seja inalcançável, coloque sonhos menores primeiramente e vai subindo degrau por degrau. Para chegar ao grau máximo, talvez tenha que passar pelo mínimo. Para chegar ao estrelato, você precisa ser anônimo. O que vai te elevar será sua habilidade no que gosta e faz bem.

Não se esqueça: os melhores conseguem e o sol brilha para todos, quem entender aonde deve e quer estar chegará. Recarregue as energias suficientes para esta atitude. Boa sorte.

 

Leia nossa indicação e post “Voluntário, o ator social que melhora o mundo”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário