Quando a sua voz não sai

Quando a sua voz não sai

Uma vez na vida sempre seremos desafiados. O maior medo da populacional mundial é o da morte, mas e o segundo? Falar em público.




Você já falou em público? A primeira vez que falei minhas mão começaram começaram a suar, o coração começou a acelerar, as pernas estavam tremendo. Respirei fundo, lembrei das falas e calmamente interagi com o público. A apresentação foi um sucesso. E aqueles que não conseguiram, qual a dica? Bem, muita preparação, domínio do tema e táticas. Vamos lá.

O medo normalmente é regido por sentidos próprios ou remete alguma coisa que tenha ocorrido no passado, ou nem tenha acontecido, e está em nossa cabeça, atrapalhando ideias centradas. Por isso muitas pessoas tem diferentes reações para as mesmas coisas. Então, tudo pode acontecer aqui e é preciso conter os ânimos e sempre procurar se acalmar.

Sabe aqueles vídeos explicativos sobre palestras e que acha-se chato demais? Estávamos enganados, estes são verdadeiros tesouros. Devia-se ver um vídeo de uma conversa, entrevista ou mesmo uma notícia pelo menos uma vez no dia. Com os exemplos que aprende-se o que fazer, postura, direcionamento entre os temas. É importante.
Quando a sua voz não sai

O nervosismo pode ser a ponte entre o sucesso da palestra ao passo que pode ser o seu insucesso. Não desanimar, seguir seu roteiro prévio é o caminho mais coerente por agora. Então, um roteiro é sempre bem-vindo, pois seguirá a linha de raciocínio que esperava.

O debate entre seu público precisa ser feito de modo controlável. As reuniões de grande duração podem se entendiantes por causa do assunto, a moderação do locutor e não observância da interação escraviza os ouvidos dos ouvintes. Um bom locutor tem noção dessa natureza e precisa, após um período, deixar questões em aberto para se responder ou questionar para obter respostas.

Se acaso você começar a falar e a voz ficar embargada. Tome um pouco de água, medite, ore, reze, fale uma frase em sua cabeça que tenha criado, pense em que gosta, enfim, inspire-se. É preciso preparação antes de tomar qualquer iniciativa. Conhecer o caminho para depois falar a respeito. A experiência é fator chave das palestras e reuniões, por isso muitas cabeças brancas são tão valorizadas pelo o que passaram.

Um dia você é o ouvinte no outro pode ser o palestrante. Aí criticar não será tão fácil quando se coloca no lugar. Pois bem, todo tentam fazer o seu melhor conforme a interpretação. Independente de fatores, a ideia é enriquecer qualquer debate e agregar valor ao que já sabe. Talvez você leia até aqui algo que já sabia, tudo bem, até essa última linha eu aprendi com você você aprendeu comigo, essa é a essência do conhecimento que será muito útil em uma apresentação oral.

Quando a sua voz não sai

 

Leia nossa indicação e post “Prospectar, a ferramenta de conexão”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário