Paciência

Paciência

Mario Sergio Cortella e um de seus excelentes textos sobre “Paciência”.




Em grandes cidades vamos perdendo a paciência aos poucos: no trânsito, nas filas. No caso da educação, da formação, há também uma grande impaciência aos tempos e modos em que as coisas precisam ser feitas. A paciência é uma virtude, não é um vício. O vício é lerdeza.

Há uma diferença significativa entre ser paciente e ser lerdo. Paciência é a capacidade de deixar maturar, de perceber, de fruir, de dar o tempo que aquilo precisa para acontecer. Por outro lado, lerdeza é a capacidade de adiar, de fazer de forma demorada aquilo que não precisaria ser daquele jeito. Uma das coisas mais difíceis do nosso tempo é ter paciência sem ser lerdo; por outro lado, não ser impaciente, perdendo aí o senso de urgência quando ele é necessário.

No nosso dia a dia, a capacidade de ter paciência está muito ligada à maturidade. Pessoas, independentemente da idade, que são mais maduras, têm a capacidade de pensar sobre si mesmas, de meditar sobre o que fazem, costumam ter um nível maior de paciência. Insisto, paciência não é lerdeza. Fazer com paciência é evitar a pressa.

E como diziam nossos avós: “A pressa é inimiga da perfeição”. Além disso, ela conduz a vários equívocos, porque fazer apressadamente nos deixa atrapalhados. Paciência é maturar, pensar e fazer; não é ficar aguardando, é buscar, ir atrás, mas sabendo que há tempos em que as coisas acontecem. O tempo das coisas.

 

Mario Sergio Cortella

 

Compre o Livro “Pensar Bem nos Faz Bem Vol” do filósofo Mario Sergio Cortella.

 

Mario Sergio Cortella é um filósofo, escritor, educador, palestrante e professor universitário brasileiro mais conhecido por divulgar questões sociais ligadas à filosofia na sociedade contemporânea.

Outros Livros do filósofo Mario Sergio Cortella:

 

Deixe seu comentário