O que o sol faz com as flores

O que o sol faz com as flores

Você não acorda um belo dia e se transforma em borboleta. Crescer é um processo…




Em seu segundo livro, Rupi Kaur mais uma vez usa a poesia para abordar temas fortes e necessários. Poemas simples e profundos, que vão desde a dor até o processo de cura. Assim como as etapas de uma planta, murchar, cair, enraizar, crescer, florescer, são as partes que compõem o livro.

Rupi fala sobre o processo de travessia feito pela família, entre a Índia e o Canadá. Fala do avião, dos afetos e do cansaço ao tentar encontrar abrigo em um país diferente. São textos sofridos, escritos pela mulher independente e vividos pela menina nas ruas de Toronto.  E quem nunca se sentiu perdido diante do mundo e da vida?
Sempre falta algo, sempre buscamos algo…
Se estamos solteiras, queremos um namorado. Se namoramos, queremos casar. E quando casamos, queremos filhos.
Crescimentos, recaídas, momentos difíceis, amor, raiva, são sentimentos que embalam essa leitura que rouba todos os nossos sentidos.

” Essa é a receita da vida, minha mãe disse- me abraçando, enquanto eu chorava. Pense nas flores que você planta a cada ano no jardim. Elas nos ensinam que as pessoas também murcham, caem, criam raízes, crescem, para florescer no final.”

Cheio de frases impactantes e dotado de intimidade, a gente sente que conhece a autora, lendo cada palavra.
” Os girassóis adoram o sol. Quando o sol sai, eles se erguem. Quando o sol vai embora, eles abaixam a cabeça de tristeza. É o que o sol faz com as flores, é o que você faz comigo.”

Uma leitura que silencia e que nos toca ao mesmo tempo. Uma prova de superação, uma mensagem do tipo: ” Ei, acalma esse coração. Você também vai superar.”

Floresça e se permita florescer!

Caso queira adquirir o livro, é só conferir no link abaixo:

 

 

Leia nossa indicação e post “É possível chegar a perfeição do ser humano?”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário