NEUROPSICOLOGIA: CÓRTEX E HEMISFÉRIOS CEREBRAIS

NEUROPSICOLOGIA: CÓRTEX E HEMISFÉRIOS CEREBRAIS

O Córtex cerebral é uma das estruturas cerebrais mais importantes para cognição humana. Esta consiste de uma camada fina de, aproximadamente 2milímetros, que envolve toda a superfície do cérebro. Sua superfície exterior e possui coloração cinzenta, devido à presença de células neurais responsáveis pelo recebimento e distribuição de informação, enquanto que a superfície interna é branca, devido a presença de axônios mielinizados. Ao longo de toda a superfície do cérebro, o córtex apresenta sulcos, fissuras, os quais basicamente são pequenas e grandes fendas, e também giros, que são protuberâncias.




O cérebro é dividido em duas “metades”, ou hemisférios, o direito e esquerdo, sendo que cada um deles é responsável por algumas atividades específicas. Entre esses dois hemisférios, existe uma estrutura chamada ‘Corpo Caloso’, o qual é formado por um amontoado denso de fibras neurais responsáveis pela comunicação entre os dois hemisférios do cérebro. Por incrível que pareça, algumas pesquisas (Farah, 1988a, 1988b; Gazzaniga, 1985).  têm demonstrado que, quando o corpo caloso é retirado, ou seja, os hemisférios não possuem mais conexão entre si, é possível que estes funcionem como dois cérebros distintos, por exemplo, aquilo que é visto apenas pelo olho direito será percebido apenas pelo hemisfério esquerdo. Considerando que cada hemisfério tem algumas funções específicas, lesões no corpo caloso teriam implicações consideráveis.

 

Especialização hemisférica

Karl Spencer Lashley, conhecido como o pai da neuropsicologia, iniciou seus estudos acerca das funções cerebrais em meados de 1915. Esse pesquisador descobriu que quando eletrodos eram posicionado em localizações aparentemente idênticas, era possível produzir resultados diferentes, e que diferentes posições do cérebro poderiam produzir o mesmo resultado (Lashley, 1950).

Atualmente sabe-se que o hemisfério direito é basicamente “mudo” (LEVY, 2000) possuindo pouquíssima capacidade para compreensão gramatical e fonética, levando indivíduos com lesões nesse hemisfério a terem dificuldade de acompanhar conversas, histórias, além de dificuldade de compreender metáforas. O hemisfério direito é responsável pela visualização espacial, orientação espacial, e auto reconhecimento, inclusive do próprio rosto.

Ao contrário, o hemisfério esquerdo é responsável pela maioria das ações envolvendo comunicação e compreensão da linguagem. Além disso, é responsável pela movimentação, evocar e avaliar experiências passadas e identificação de padrões.

 

 

Leia nossa indicação e post “ANATOMIA DO CÉREBRO: LOCALIZAÇÕES E FUNÇÕES”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário