Há vida após a perda

Há vida após a perda


A morte faz parte de nossas vidas e isso é inevitável. É fato também que se trata de um tema profundo e impactante, podendo causar medo e preocupação. Por diversas vezes a morte é associada como o fim de nossa vida biológica. Daí surge à questão: como será e como enfrentamos este momento?





Infelizmente o sofrimento faz parte de nossas vidas e está próximo a nossa realidade. É normal que ao vivenciarmos o luto, comecemos a fazer uma reflexão sobre nossas próprias vidas, valores e sentimentos e a partir disso percebemos a finitude da vida e que a morte é um fenômeno e que não temos controle e nem previsão.


As pessoas em processo de luto necessitam de atenção e acompanhamento para que possam assimilar as perdas. Os acompanhamentos são geralmente feitos por psicólogos que vão trabalhar com reflexões, ressignificações, e com o próprio luto. Avaliar como está sendo este momento e os caminhos a trilhar para atravessar esse momento árduo, porém inevitável. É muito importante que o indivíduo que está sofrendo com a perda saiba que não está sozinho.


Entretanto, a aceitação do luto se faz importante para que possamos seguir com nossas vidas, ou seja, devemos aceitar as perdas por mais dolorosas que venham ser, sempre temos que recordar que a vida continua, e que o sofrimento não precisa ser para sempre, contudo é possível vivenciar novas experiências, dar sentido a vida, ter momentos de felicidade e acima de tudo cuidar de nossa saúde mental.

Psicóloga: Letícia Silveira
CRP 06/ 145281.

 

Leia nossa indicação e post “Estágios do luto”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário