Elas também sentem! A psicologia das Plantas

Elas também sentem! A psicologia das Plantas

Achamos muito engraçado ou esquisito  quando alguém nos conta que a história trágica de uma planta que “de uma hora para outra perdeu todas as folhas por causa de um olho grande que brotaram nela”. E classificamos como excêntricas com pessoas que conversam com suas violetas e atribuem a isso a exuberância delas. No entanto, algumas dessas antigas crenças estão sendo confirmadas pelos estudos sobre as reações, comportamentos e emoções dos vegetais. Esses estudos foi iniciado por cientistas botânicos , norte americanos.




Um especialista em cruzamento de plantas dos Estados Unidos, atribui o sucesso de suas experiências feitas em laboratório, ao fato de conversar com suas “cobaias”, explicando que não tinha nenhuma intenção de machucá-las.Outro especialista, ocupado em cuidar de plantas doentes, cantava para as suas pacientes, obtendo ótimos resultados.Já o cientista indiano Sir Jagadis Chadra Bose, convencido de que os vegetais têm uma forma definida de sistema nervoso, chegou a anestesiar um pinheiro antes de transplantá-lo, para diminuir o choque emocional.

Todos esses cientistas com suas teorias mirabolantes parecem excêntricos, mas avanços recentes da psicologia das plantas parecem lhes dar razão. Cleve Backster, o norte americano especializado em máquinas de detectar mentira, conseguiu resultados espantosos ao experimentar os detectores em plantas .Bastava que ele pensasse em queimar uma folha, sem mesmo acender um fósforo, para a que a planta se tornasse agitada.Observou também que uma folhagem parecia desmaiar quando aparecia alguém com a intenção de machucá-la.Isso se repetia a cada vez que a mesma pessoa entrava no local onde a planta estava locada, demonstrando assim que as plantas possuem memória e podem reconhecer as pessoas que as danificam. Backster concluiu que as plantas possuem consciência celular, reagindo as mais diversas formas de vida .

Outras experiências mostram que as plantas são sensíveis à música, crescendo em direção ao som de musica clássica, ou de uma cítara indiana e afastando-se de músicas de rock .

Com tantas especulações e teorias novas, muitas pessoas estão mudando de atitude em relação às plantas.De qualquer forma, com base cientifica ou não, o importante é que você ame suas plantas e cuide para que elas sejam felizes e saudáveis , tratando-as como seres vivos.

 

Com afeto e cuidados apropriados elas demonstrarão gratidão e ficarão mais exuberantes dentro de casa.

 

Leia nossa indicação e post “CUIDADO! SAIBA IDENTIFICAR PESSOAS CAMALEÕES!”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário