Distração atenta

Distração atenta

Como é possível distrai-se de maneira atenta? As duas coisas, em si, constituiriam o que em Língua Portuguesa chamamos de “oximoro”, a junção de termos contraditórios, como no caso de “subir para baixo”.




De fato, distração atenta carrega em si uma contradição.

No entanto, o poeta carioca Dante Milano (1899-1991), no livro Poesia e prosa, registrou uma sentença que considero especial: “Pensador é quem pensa pensamentos. Inventar pensamentos é uma distração. Embora pareça arte de filósofos, ser sábio é distrair-se com tudo, é estar sempre distraído, ou melhor, atento. Estar atento a tudo é a maior distração”.

Isto é, estar atento a tudo nos permite, o tempo todo, prestar atenção, e isso distrai.

Em outras palavras, permite que sejamos capazes de descomprimir o peso e a tensão em nosso cotidiano.

Esse pensamento que, ao ficar atento a todas as coisas, nos distrai imensamente.

 

Texto escrito pelo…

Mario Sergio Cortella

 

Compre o Livro “Pensar Bem nos Faz Bem Vol” do filósofo Mario Sergio Cortella.

 

Mario Sergio Cortella é um filósofo, escritor, educador, palestrante e professor universitário brasileiro mais conhecido por divulgar questões sociais ligadas à filosofia na sociedade contemporânea.

Outros Livros do filósofo Mario Sergio Cortella:

 

Deixe seu comentário