Devo seguir meu coração?

Devo seguir meu coração?

Às vezes, assistindo a uma notícia lê-se: artista deixa seu programa e passa a dedicar-se a carreira tal. Ou o anônimo mesmo: “senhora de oitenta anos cumpre seu sonho na faculdade”. Essas informações que recebemos são motivações a mais para a nossa vida e especialmente à nossa carreira.




Tantas pessoas com problemas e questões diversas, enfrentando dificuldades e adversidades, continuam caminhando, de pé, cabeça erguida são fontes de inspirações para milhares de pessoas. Podem ser incógnitas sobre seus nomes, mas suas capacidades estão gravadas em suas trajetórias.

Mostrar para si mesmo que possui um propósito é ir além das expectativas. Não se abalar com tempos feios, controversos é uma atitude corajosa.

O ser humano é criativo, inventivo e muito talentoso. Cada um possui uma habilidade tal capaz de se reinventar e construir sua história novamente sobre alguma coisa ou até mesmo a partir do zero.

Devo seguir meu coração

Se olhar para a história: tantas mentalidades incomuns a frente de seu tempo contribuíram para mostrar como podem se motivar e for capaz de se surpreender.

As fronteiras que dividem muitos conhecimentos se tornam pequenas pela força de vontade e disposição de muitas pessoas. A deficiência fica pequena no mundo dos fortes. Quer um exemplo? Observe as campanhas mensais sobre a conscientização: cada dia tem um novo vencedor.

Acha-se que uma partida no jogo da vida por ter uma derrota com a perda de alguém, o destino oferece muito mais vitórias com a apresentação de mais amigos na sociedade para o resultado final for positivo.

O legado de cada pessoa não precisa estar em livros, letras, canções, vídeos ou posts, talvez possa estar no sorriso de tantas pessoas queridas que contem com seu apoio diariamente para motivar na próxima conquista.

O horizonte não está tão longe quando temos um mentor ao lado, alguém que guia-nos ao caminho para nos auxiliar no processo de nos conhecer, saber gostos, tendências, vontades, paixões ou caprichos. Somos humanos, erramos e aprendemos, todavia o que nos diferencia uns dos outros é capacidade de sonhar.

 

Leia nossa indicação e post “Prospectar, a ferramenta de conexão”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário