Cyberbullying: agressão virtual

Cyberbullying: agressão virtual

O uso da internet, das redes sociais e de outros tipos de dispositivos eletrônicos, está se tornando uma ferramenta contrária ao seu propósito inicial. O espaço de interação e aprendizagem, que a rede permite, está evoluindo para um mundo de discriminação, violência e um risco para os direitos humanos. O direito à liberdade de expressão que o uso desses dispositivos permite está ocorrendo de forma contraditória, potencializando um método frequente de agressão o Bullying virtual, um crime que está sendo conhecido como Cyberbullying.



Este novo modelo de ataque está aumentando, consequentemente, o número de pessoas atacadas está evoluindo, o estado emocional, social e cognitivo das vítimas vem sendo afetado, gerando prejuízos reais na vida das pessoas, os indivíduos passam a sofrer sérios problemas. As consequências são devastadoras.

Como tratar

O Cyberbullying já pode ser considerado um problema de saúde pública, então é fundamental criar mecanismos para minimizar os riscos de violência, pois muitas vítimas procuram o apoio psicológico para amenizar sua dor. Trabalho esse importante porque visar recuperar a estabilidade emocional das vítimas, recuperarem a auto-estima e superar as agressões.

É fato a evolução dos crimes cibernéticos e de novas ameaças, a impunidade e o anonimato são duas características fortes nos atos de Bullying e Cyberbulling. Mas existem conseqüências e punições severas para quem cometer, apesar de ser um tema novo e que as leis ainda não cubram todos os delitos. O país e o mundo estão correndo atrás para que todos os infratores recebam punições de acordos com os atos cometidos.

 

Leia nossa indicação e post “Vídeos de ASMR e o poder de relaxamento e de te fazer dormir”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem




Deixe seu comentário