A PARASITÁRIA MODERNIDADE FEMININA

A PARASITÁRIA MODERNIDADE FEMININA

Se você não gosta da verdade, nem comece a ler.

Mas se você quer a “felicidade” momentânea de compreender que o que você vive e sente, aflige praticamente todos os homens, seja bem-vindo – aqui você pode respirar e também chorar, se precisar!




Era uma vez, um menino que foi ensinado a nunca deixar uma mulher com fome, com frio, com sede. Foi educado a escutar as mulheres, mesmo que para isso ele permaneça em silêncio a vida toda. Ele foi ensinado a andar de mãos dadas com a namorada, ao lado esquerdo dela, para protege-la dos perigos que a rua oferece. Ele foi ensinado ainda na adolescência que ele devia pagar o sorvete e o cinema da menina, com isso, antes do ensino médio já arrumou seu primeiro trabalho e suas notas na escola diminuíram, mas seus pais acharam maravilhoso e apoiaram. Ele foi ensinado a ter coisas que ele não precisava. Ele foi treinado para servir às mulheres, pois ele era forte, protetor, provedor, e se preciso, morrer por sua mulher num gesto de amor. Foi ensinado que cada ato de valentia e auto anulação seria recompensado pela sua amada. A irmã desse menino, foi ensinada que podia contar com o pai e irmão para tudo que precisasse na vida e que o seu futuro homem faria o mesmo que o pai, atendendo a tudo que ela precisasse, e que nesse intervalo, ela poderia fazer o que quisesse, mas que não precisaria se preocupar com exigências, a não ser continuar bela…

MULHERES OFERECIAM UM MUNDO DE CARINHO, COMPANHEIRISMO, ACONCHEGO, COMIDA PRONTA, CASA ARRUMADA, ROUPA PASSADA, FILHOS LIMPOS E EDUCADOS, TRANQUILIDADE, ADMIRAÇÃO, RESPEITO E INCENTIVAVAM O SEU HOMEM, que se matava de trabalhar, mas se alegrava por isso, pelo sorriso da mulher e dos filhos. A meiguice feminina distanciava o homem do seu lar, mas esse fazia com gosto só por imaginar retornar com o bolso cheio de dinheiro e os olhinhos da sua esposa brilharem, e ela servi-lo ainda mais alegre e motivada. Era um ciclo, sucesso e retribuição. A mulher sabia que sua admiração seria fundamental para o sucesso financeiro e prosperidade do seu homem, e da sua casa, e com isso ela teria a vida que quisesse. Ela fazia a comida preferida dele, porque sabia que ele jamais negaria aquela joia ou salão. Ela nem precisava pedir, pois seu homem estava tão satisfeito que simplesmente abria a carteira. Ela amava o sucesso dele e saber que ela contribuiu com aquilo tudo, ficando em casa e dando a confiança, carinho e apoio que ele precisava.

HOJE, VOCÊ SE PERGUNTA O PORQUÊ TRABALHA TANTO…o quanto queria o apoio da sua esposa, que só sabe criticar e desestimular; SUA MULHER NÃO TE RESPEITA COMO HOMEM, COMO PAI, COMO PROFISSIONAL, COMO SER HUMANO. VOCÊ NEM SABE O PORQUE VOLTA PARA CASA APÓS O TRABALHO, as vezes faz hora no caminho, pega o maior trajeto só para demorar voltar para o inferno que tem sido a sua casa. VOCÊ NÃO SABE SE TEM ESPOSA OU INIMIGA DENTRO DE CASA. Ela gasta o seu dinheiro, mas também o seu humor e paciência. Ela estraga seus objetos e bens, mas estraga principalmente o seu espirito. Você faz de tudo e não sabe como agradar essa mulher, porque nada nunca é suficiente para ela. Ela não cozinha, não lava, não passa, e se faz é com desprezo e má vontade; ela não cuida de você e nem atende as suas vontades sexuais, porque isso é só quando ela quer – então você tem que parar sua vida para satisfazê-la, naquela hora, e caso não faça tem a sua virilidade questionada ou é acusado de traições. VOCÊ DEPOIS DE UM DIA EXAUSTIVO JÁ SE PERGUNTOU “E SE EU SUMIR, NÃO FALAR NADA, SÓ SUMIR?!” ou “e se eu bater esse carro ali, será que vai parecer um acidente e morro rápido”…porque LENTAMENTE VOCÊ JÁ ESTÁ MORRENDO, e é devorado de garfo e faca.

A PARASITÁRIA MODERNIDADE FEMININA

Dia após dia, ao sair de casa me deparo com homens que têm carregado a tristeza e vazio no olhar, sugados por vampiras incansáveis que nem mesmo a vida eterna oferecem e se oferecessem seria um verdadeiro castigo viver mais tempo ao lado delas! Não, eles nem precisam falar nada, é só observar. COMO PODE O VAZIO PESAR TANTO? As histórias se repetem, a infelicidade é geral e o motivo exatamente o mesmo!

Sua sanguessuga é valorizada só por ser mulher, enquanto é você que mata vários leões por dia! Você não possui valor, e isso é desde quando nasceu…Criou-se para servir às mulheres, com seu dinheiro, poder, trabalho e sexo…o que é pra você? A ansiedade, os altos e baixos, as cobranças! Sabe quando você percebeu isso? Na adolescência, em que você tinha que se transformar num pavão, mas quem era o centro das atenções não era você, pois desde novinho você era um acessório – e ela poderia ou não te escolher, mas se você fosse muito bom, não seria ideal para ela, porque ela queria o “malandrinho”. Mas hoje você é bom, porque dá a segurança financeira que ela não precisou buscar e que o “malandrinho” não estava disposto a oferecer para ela! E você aceitou esse papel, porque achou que precisava fazer isso e pelos traumas do fracasso com outras mulheres, se agarrou a essa ai e hoje depende dela, que dia após dia só diminui a sua autoestima.

VOCÊS VIVEM ANESTESIADOS E SE ESTRAGAM PARA SE ADAPTAREM A ESSA SOCIEDADE FEMININA DOENTE, CORROSIVA E PARASITÁRIA! Você se questiona até o que já viveu e foi bom, se foi mesmo e se realmente viveu aquilo e aquela época. Hoje, você com aproximadamente 40 anos, no auge profissional, com tudo o que queria ou foi levado a acreditar que precisava, É APENAS O RESULTADO DO SOMATÓRIO DE NÚMEROS…NÚMEROS DO SEU ESFORÇO, e você nem sabe o que é sem esses números, talvez você queira explodir, entrar numa caverna ou sumir (para você, nessa idade em breve farei outro artigo).

Homens são seres maravilhosos, dóceis, simples, nobres, amáveis, incrivelmente fáceis de lidar…mas românticos. Romantismo “é ótimo”, mas é o que alimenta o parasitismo feminino e o que causa a depressão masculina. O romantismo te faz ser um príncipe e gladiador, que quer ser o melhor para a mulher, que faz qualquer coisa e tudo, e em troca acredita que será amado, quando na verdade o amor não é pela sua força, garra, vontade, mas pela admiração do que você conseguiu, pouco importando se você teve que transformar água em vinho para chegar onde chegou, VOCÊ É APENAS O RESULTADO, NÃO O MEIO!

Uma mulher pode ficar deprimida, se o seu corpo, que é o suficiente para ser valorizada a partir do nascimento (o resto é bônus), não estiver muito bom; porque é promiscua e dona de vários traumas sexuais (sexualmente infeliz), ou alguma outra situação especifica, que em geral são decorrências naturais de escolhas ruins ou péssima administração dela mesma – que é o que nasce com valor. Já um homem só consegue ser valorizado (se conseguir) através de muito esforço, luta, sacrifício e abrir mão de si mesmo…a disputa silenciosamente começa até dentro de casa, com o irmão, com amigos…como se o que tivesse mais testosterona fosse aquele que tivesse mais poder (e menos satisfação em si mesmo).

Qual privilégio você tem? Qual a última vez passou uma semana sem se cobrar de nada? Qual a última vez passou uma semana sem ser cobrado? Qual a última vez sua mulher disse “obrigada por tudo” ou “que homem maravilhoso você é, me orgulha demais ser sua!”? Qual a última vez você fez algo por você e só para você? Qual a última vez passou o mês inteiro sem se sentir sufocado e sem nem saber explicar de onde vem essa sensação? Qual a última (ou única) vez que você dividiu esses pensamentos com alguém? Sim, a sociedade moderna foi construída com o suor, mas também com o sangue masculino, e hoje, depois de tudo pronto, você é mais que nunca, descartado, ausente de voz, de direitos, e de qualquer manifestação.

Depressão masculina, aquilo que existe e aflige a maioria dos homens, desde a adolescência, mas ninguém diz, ninguém se importa. A depressão causada pelas exigências de ser perfeito, mas nunca satisfazer a mulher moderna…de aceitar uma mulher que te faz mal, porque acha que todas são assim…de aceitar papeis que nunca quis cumprir ou lhe foi perguntado se queria. Câncer de próstata mata, é verdade, mas a parasita de energia e vitalidade mata muito mais! 79% Do suicídio no país é masculino, mas é a depressão feminina que tem atenção!

Sabe o que você vai fazer a partir de hoje? PENSAR EM VOCÊ! Cuidar de você! VOCÊ NÃO TEM QUE SER O PROTETOR, O PROVEDOR, O OBJETO SEXUAL! Você não tem que ser forte, você não tem que ser uma máquina, você não tem que ser um escravo dos deleites femininos! VIVA UM DIA DE CADA VEZ, O SEU! Esse texto não é para você jogar tudo o que conquistou para o alto, mas para você pensar no que o único ser que importa hoje precisa, e esse ser é você! Hoje você vai se cuidar, aproximar de você mesmo, porque no dia que estiver esgotado, sem vitalidade e nutrientes para oferecer, não será uma parasita que irá cuidar desse homem maravilhoso ai! Parasitas apenas mudam de hospedeiros! Você é muito maior que esses papeis! 

Como disse Aristóteles: “Sê senhor da tua vontade!”

Desculpe o incômodo causado, mas as vezes é preciso!

Até breve meus caros…

 

Leia nossa indicação e post “MULHERES PEDÓFILAS: PRECISAMOS FALAR DELAS”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário