A paciência só depende do tempo que nós mesmo estamos esperando para conquistar a nossa felicidade

A paciência só depende do tempo que nós mesmo estamos esperando para conquistar a nossa felicidade

Confesso que só aprendi o verdadeiro sentido de esperar quando consegui controlar minha paciência e minha ansiedade. Quanto mais eu tentava ser paciente mais distante dos meus objetivos finais eu me encontrava, isso ia me sufocando, me consumia a cada dia e por mais que eu achasse que estava seguindo o caminho correto, mais pra trás eu me encontrava.




Depois de perceber que o problema que eu estava enfrentando não estava com tudo que eu colocava em primeira escolha, comecei a transformar cada obstáculo em uma nova conquista para chegar ao topo do meu objetivo. Ouvi muito a frase, “saber esperar o tempo certo para cada coisa acontecer”, mas nunca ninguém me explicou como eu deveria controlar a minha paciência, pois eu vou te contar, nem os melhores mestres estão dispostos a ensinar cada aluno individualmente.

Antes de falar sobre como aprendi a ser paciente, vou contar como consegui esperar pela minha conquista e como ainda venho esperando pelos próximos objetivos a serem alcançados. Não sei pelo que vocês vem esperando, nem sei quais são os objetos finais que vocês pretendem ter ao final de cada jornada, também não vou poder mostrar uma receita mágica aqui pois esse não é o foco. O verdadeiro e único sentido a ser descrito é “ser paciente e saber esperar”!

Se relatarmos todos os fracassos ocorridos durante a história pela falta de espera de grandes estudiosos e mestres, teremos uma noção do caminho que estamos trilhando. Continuando… Foi em março de 2016 quando eu aprendi a ser paciente. Calma ai… Até parece que foi simples assim! Enfim… Já é março hoje vou ser paciente! Não foi gente, não foi assim. Havia um tempo ao qual vinha lutando contra a correnteza, onde todas aquelas minhas forças estavam sendo esgotadas e o destino final do meu mergulho não chegava ao fim nunca. Vivenciei sozinha por essa jornada dias, meses ate que eles viraram anos, acordava e clamava a Deus por dias melhores e o desejo de ser paciente pela espera d’Ele. Foram momentos dos quais eu não gosto de recordar, mas todos eles foram superados com ela a nossa queridinha “PACIÊNCIA”.

Eu clamei a Deus para me dar paciência e sabia que esperar na vontade d’Ele era a melhor e única solução mais viável em qualquer situação. Hoje vejo que sobrecarreguei as forças dos céus. E provavelmente foi por isso que demorou tanto tempo eu aprender a ter a paciência necessária para esperar.

“Conhece-te a ti mesmo” ! Não há certeza de quem foi o verdadeiro autor desta frase. Mas sabemos que vários autores contribuíram para a sua autoria a Tales de Mileto, logo algumas teorias afirmam que a frase foi dita por Sócrates, Heráclito ou Pitágoras. Em relação a frase, ela nos mostra a importância do autoconhecimento, se deixarmos de lado toda a preocupação pelo que estamos esperando e viver cada momento intensamente, saberemos ser pacientes com nós mesmos. Não devemos deixar a pressão de futuro e dos desejos pelo ter agora nos consumir. Devemos acreditar mais em nós mesmos e nos valorizar cada dia mais, fazendo de cada dia mais uma história pronta pra ser contada.

A paciência que estamos procurando para saber esperar algo é a busca pela coragem de podermos ser quem quisermos ser no momento que quisermos, é a busca pela liberdade e escolha de nossos próprios objetivos e vontades no nosso próprio tempo, é a vontade de ser e agir devido nosso tempo. Culpei demais a espera e exigi pela paciência de Deus, e com os erros aprendi que para ser paciente não depende da espera, e a espera não depende da paciência. A paciência só depende do tempo que nós mesmo estamos esperando para conquistar a nossa felicidade.

 

Leia nossa indicação e post “O DESEJO DE VOLTAR PARA CASA”

Siga nosso insta @PensarBemViverBem





Deixe seu comentário